4 dicas de como economizar em Mendoza 

3
1323
Tatiana-Prata-em-Mendoza

Mendoza já era um destino desejado por mim há muito tempo. Confesso que demorei muito tempo para conhecê-la porque a passagem não é das mais baratas, não há voos direto Rio/Mendonza. Depois de criar coragem e comprar a passagem, tive algumas surpresas, não tão boas assim, a respeito dos altos valores de alimentação, passeios e impostos. Pensando nisso, resolvi soltar o mais rápido possível esse post dando dicas de como economizar em Mendoza. Espero que gostem!

Como economizar em Mendoza

Economizar em Mendoza é necessário, mas nem sempre é fácil. Com jeitinho, consegui reunir aqui 4 dicas valiosas para você que está com viagem marcada para esse paraíso. Posso te dizer que com toda a certeza a viagem vale muito, muito a pena. O lugar é encantador, as pessoas são muito simpáticas e as vinícolas são super/mega charmosas, o difícil é escolher quais visitar! Na dúvida, eu acabei visitando 15 delas, só para você ter uma ideia do que eu estou falando. Mas vamos deixar de enrolação, e confira as dicas abaixo:

Primeira dica:

Opte por fazer os passeios usando o busvitivinícola. Um passeio no ônibus custa em média 1000 pesos argentinos, o equivalente a R$ 100,00 (em Janeiro/2019 a cotação estava assim: 1 real = 10 pesos argentinos), enquanto os famosos remis custam cerca de 4 vezes mais.

Clique AQUI e acesse o site do busvitivinícola. Desse modo, você poderá ver toda a rota coberta por ele, e já definir quais vinícolas considera imperdíveis. É a opção perfeita se estiver viajando solo ou a grana estiver muito curta.  #ficaadica

Ônibus bustivinícola em Mendoza
Ônibus do Bustivinícola

Mas calma, essa primeira dica só vale se estiver indo só ou com mais uma pessoa. Caso esteja indo com mais 2 ou 3 pessoas, recomendo fortemente que fechem os passeios com um remis. Até porque o carro acomodará confortavelmente todos do grupo, e ainda poderão determinar não só as vinícolas que visitarão, mas também decidir quanto tempo ficarão em cada uma delas.

Contratei um remis e fiz com ele ao todo 4 passeios, seu nome é Gustavo. Muito atencioso e sério, ele me passou segurança durante todo o período em que conversamos por WhatsApp. Eu fiquei plenamente satisfeita e posso até dizer que o serviço oferecido superou minhas expectativas!

Segue o contato do Gustavo:

Whatsapp: + 54 9 2613637715

Site: https://driverinmendoza.com/pt/

Segunda dica:

Reserve seu hotel com antecedência, e garanta um preço promocional no Booking.com. Fique atento as promoções abaixo, caso encontre algo incrivelmente barato recomendo que feche na hora:

Booking.com

Caso decida fazer seus passeios com a busvitinícola, recomendo que opte por um hotel que esteja na rota do ônibus. O ônibus tem hora certa para passar por cada ponto e o ideal é que você esteja aguardando no lugar determinado ao menos 5 minutos antes do horário previsto para não ter erro! Para não gastar nada com Uber, e nem correr o risco de perder o ônibus, se hospede num hotel que esteja na rota do busvitivinícola (ou ao menos bem pertinho de um deles), com toda a certeza isso facilitará e muito a sua viagem.

Se quiser saber quais são os hotéis, clique AQUI.

Terceira dica:

Mais uma forma de economizar em Mendoza é reservar o seu hotel pelo Booking e assim que for fazer o check in, optar por efetuar o pagamento com cartão de crédito internacional. Desse modo, você ficará isento de uma taxa de aproximadamente 21%, taxa essa que encarecerá muito o valor final da sua conta. Claro que pagando com cartão de crédito teremos que pagar IOF, mas este valor é quase um terço do valor das taxas argentinas. Fique atento a essa questão!!!!

Quarta dica:

Ao almoçar nas bodegas (vinícolas), sugiro que foque naquelas que oferecem um melhor custo benefício. Nem sempre a mais famosa possui a melhor comida e com toda a certeza ela não terá o menor preço. Busque na internet o cardápio do restaurante da bodega que deseja ir e veja se o menu te dá água na boca. Não será nada agradável chegar no restaurante da vinícola e perceber que nada no cardápio te agrada.

Leia bastante sobre o assunto, pesquise em blogs!

A reserva para almoço acontece de 2 modos diferentes:

Se estiver fazendo o passeio com o:

  • Busvitivícola: Normalmente há a possibilidade de escolher entre 2 vinícolas. Após o ônibus passar por todos os hotéis, pegar todos os passageiros, e estes estarem acomodados, o guia informa para o grupo quais o nomes das 2 vinícolas onde será  possível fazer a parada para almoço. Basta você escolher a vinícola de sua preferência, e pronto!
hugo-guia-do-busvitivinicola
Esse é o Hugo, um dos guias do Busvitivinícola.
  • Remis: Ao fazerem a contratação de um remis, normalmente está incluso no pacote dos serviços dele a reserva antecipada das vinícolas que visitarão, incluindo a parada para almoço. A vantagem é que aqui você poderá optar por almoçar onde quiser.

Vou deixar aqui a indicação de duas vinícolas tops para almoçar, com excelente custo beneficio:

Bodega La Azul
Na região do Valle de Uco tem a charmosa Bodega La Azul
Tatiana Prata na Casa Vigil
Na região de Maipu indico a Casa Vigil (mais conhecida como, El Enemigo).

Espero que tenham gostado desse post cujo principal objetivo é te dar dicas de como economizar em Mendoza e me aguardem, pois ainda tem muito conteúdo bacana vindo por aí!  ;)

Não deixe de conferir: 7 vinícolas imperdíveis em Mendoza do blog Travel Tips Brasil

PLANEJE SUA VIAGEM AQUI

Faça a sua cotação agora mesmo e faça acontecer aquela viagem que você sempre sonhou. Planeje sua viagem usando os banners do blog e aproveite essa maravilha que é conhecer o mundo.

Passagem aérea: ViajaNet e Passagens Promo

Hotel: Booking.com

Ingressos para atrações e passeios: Get Your Guide e Touron

Seguro viagem: Seguros Promo

Chip Internacional: EasySim4u

Aluguel de Carro: RentCars

3 Comentários

    • Irá amar com certeza, Aline! Como a cidade é cara precisei economizar em algumas coisas para conseguir fazer tudo o que eu queria! Mas foi TOP demais!

Deixe uma resposta